O meu contacto

A minha luta contra o cancro - Partilhar experiências
Sempre em contacto convosco através do e.mail - valdemar.contra.cancro@gmail.com

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Omeu estado Clínico

Quando entre os Médicos e o doente existe uma cumplicidade mutua, só poderá haver um que perde: neste caso concreto: O Cancro que me foi diagnosticado.
Ontem repeti várias vezes à Médica que passou a acompanhar-me nos tratamentos que passarei a fazer durante pelo menos de o burro steimar em viver, que não sou um doente, mas sim alguém que transporta uma doença e que a mesma não sendo desejada, vai servir seguramente para que possamos ajudar muitos outros que as transportam também mas que sofrem imenso com elas, por não terem de momento a força suficiente paea lutar con tra ela/no meu e muitos casos ele "Ele o Safardana Cancro."
Ontem pedi ao meu Mano Joaquim que me acompanha-se juntamente com a minha cara metade, pois o meu Quim, apesar de ter andado anos a fio pelo IPO e pelo Hospital Santos Silva em Gai a acompanha nosso Pai, ser uma pessoa que entra como o piolho pela agulha da costura, nunca conseguiu superar a barreira que é necessária e fdundamental e que divide o coitadinho e o forte psicológicamente.
Quando o Doente e o Médico forma uma frente forte de ataque o adversário tem muitas poucas hipótese de sucesso e em muitos casos "como no meu" ele consiga o que conseguir será sempre um grande derrotado, porque a obra que ficará irá continuar a manter esse desafio cosntante.
Vamos durante cinco semanas fazer um tartamento de Rádio terapia e outra coisa mais.
Um tem semanalmente um tratamento durante cinco semanas, o outro será diárimente com uma duração de poucos minutos.
Estes tratamento serão feittos em regime de ambulatórios.
Vai ser na próxima quinta-feira avaliada  asituação e ser decidida pela equipa médica se se deverá aplicar um aperelho na garganta para que o burro coma sem sacríficio e não lhe aconteça como ao seu colega burro do cigano que esteve nove dias sem comer e quando  se preparar para dar lucro ao seu patrão cigano, Finou-se.
Ovelha cada vez que berra muito, perde uma ou mais bocada.
Não vamos perder nada e vamos seguir com força e determinação.
O Doente pode ajudar o seu médico a ser forte.
Para tudo isto ser possivel é necessário que o doente sinta e tenha a força dos amigos.
Eu não recebo essa força.
recebo sim de todos vós a cada momento uma super força que nos vai condenar todos juntos a vencer esta Nova Etapa com uma perna às costas.
Beijos e Abraços o vosso RAR.

4 comentários:

António Querido disse...

Que essa força de vencedor te acompanhe, há mais guerreiros, que nesta luta estão contigo, iremos vencer, coragem Amigo!
Um Abraço

Anónimo disse...

Vamos a isso.
Claro que que eu sei e conto com a vossa força solidária.
Um abração Amigo

TINTINAINE disse...

Tal como eu pensei, enquanto li e comentei a tua mensagem no outro blog estavas tu aqui a escrever esta mensagem que só li depois de regressar a casa.
Vamos a ver como corre o dia de quinta-feira (que entretanto já começou há mais de meia-hora) e se inicias ou não os tratamentos.

GR disse...

É assim mesmo que se fala!
E quis o dito que passasses por mais esta experiência, com quem foi ter, com um bom teimoso e grande lutador.

Para a frente é que é o Caminho!

Grande abraço,

GR